Câncer de Rim

O que é?

O câncer de rim é uma doença que acomete cerca de 4200 brasileiros todos os anos. Em média, 90% dos cânceres renais correspondem ao Carcinoma de Células Renais. A doença pode se desenvolver como uma massa única dentro de um rim ou como dois ou mais tumores em ambos os rins simultaneamente.

Na maioria dos casos, o câncer de rim é diagnosticado antes da ocorrência de disseminação para outros órgãos, mas é preciso estar atento, pois a doença não costuma apresentar sintomas no estágio inicial. Quando não tratado, o câncer de rim pode apresentar metástases para outros órgãos, principalmente para os pulmões, fígado e ossos.

Fatores de Risco

Existem alguns fatores de risco que podem favorecer o surgimento do câncer de rim. São eles:

  • Idade avançada;
  • Tabagismo;
  • Uso de diuréticos;
  • Obesidade;
  • Hipertensão arterial;
  • Pacientes que passam pelo procedimento de hemodiálise.

Sintomas

Geralmente, os sintomas do câncer de rim demoram para surgir e o desenvolvimento da doença é lento. Muitas vezes, o tumor é descoberto acidentalmente durante exames de rotina. Inicialmente, o paciente pode apresentar dor nas costas e na região abdominal. Em alguns casos, é possível observar sangramento na urina e palpação do tumor no abdômen.

Sintomas

O tratamento efetivo da doença consiste na intervenção cirúrgica para a retirada completa do tumor. A nefrectomia radical é um dos tratamentos tradicionais mais indicados para câncer de rim. Ela consiste na retirada do rim, da glândula adrenal e de linfonodos regionais.

Em alguns casos, é possível optar pela nefrectomia parcial, que consiste na retirada do tumor, mas sem a necessidade de retirar totalmente o parênquima renal.

Já em casos avançados, com presença de metástases, o tratamento é mais complexo e pode incluir imunoterapia e uso de drogas inibidoras da angiogênese.

Para mais informações sobre esse tratamento,
entre em contato com o Dr Fernando Almeida