Aumento da Próstata (HPB)

A próstata é uma glândula que ajuda na produção do esperma e está localizada ao redor da uretra, logo abaixo da bexiga. O aumento do seu volume é chamado de hiperplasia prostática benigna (HPB).

Suscetibilidade:

A HPB ocorre com muita frequência na população. Por volta dos 40 anos de idade, aproximadamente 15% – 20% dos homens apresentam a doença. Esse número aumenta progressivamente com a idade, sendo que 88% dos homens terão HPB aos 80 anos.

Consequências:

Como a próstata envolve a uretra, um aumento no seu volume pode acarretar uma obstrução da uretra (canal por onde sai a urina).

Nem todo aumento da próstata leva à obstrução uretral, mas quando isso ocorre, deve ser tratado, pois pode evoluir com comprometimento da bexiga e dos rins.

Sintomas:

É importante salientar que o aumento da próstata não representa necessariamente que você tem obstrução do canal urinário. Em outras palavras, algumas pessoas podem apresentar próstatas pequenas com muitos sintomas e, outras, próstatas grandes com poucos sintomas.

Você deve observar se existem sintomas associados. Os seguintes sintomas devem alertá-lo a procurar um urologista:

  • Dificuldade de esvaziar a bexiga;
  • Diminuição do jato urinário;
  • Esforço miccional;
  • Dificuldade de iniciar a micção;
  • Acordar à noite para urinar;
  • Sensação de que não esvaziou completamente a bexiga após urinar;
  • Gotejamento de urina após terminar a micção;
  • Necessidade de urinar várias vezes ao dia.

A presença de sintomas como os referidos acima, sugere que você apresenta algum distúrbio miccional independente do tamanho da próstata.

Tratamento:

Você deverá informar seu médico sobre doenças e cirurgias prévias e uso de medicamentos. O seu médico irá fazer várias perguntas sobre como está o seu padrão miccional e solicitará alguns exames de acordo com o seu quadro clínico. Além disso, será realizado o exame de toque retal. Este exame tem a finalidade de detectar a presença de nódulos (sugestivos de câncer de próstata) e verificar o tamanho, consistência, temperatura e formato da sua próstata.

Dentre os exames que poderão ser solicitados estão:

  • PSA – enzima produzida pela próstata que apresenta alteração nos casos de câncer de próstata e HPB;
  • Exame de urina – para avaliar a presença de infecção, sangramento oculto, etc;
  • Ultrassonografia – para avaliar o trato urinário;
  • RX da bexiga e da uretra – avalia a uretra e a bexiga quanto a sua anatomia;
  • Fluxometria urinária – avalia a velocidade do seu fluxo de urina;
  • Estudo Urodinâmico- avalia a função da bexiga e da uretra.

Com esses exames, o seu médico será capaz de decidir se existe ou não uma obstrução no canal da urina e poderá então definir qual o melhor tratamento para você.

Para mais informações sobre esse tratamento,
entre em contato com o Dr Fernando Almeida