Notícias

01/abr

Tratamento para litíase renal

Os cálculos renais ou pedras nos rins – como a condição é popularmente conhecida –, consiste em concreções geradas pelo depósito de sais no canais de drenagem de urina dos rins. Uma pedra é considerada como renal quando se encontra na pelve renal ou no cálice renal. As pedras podem ser compostas tanto por oxalato de cálcio, que é o tipo mais comum, como também de estruvita, cistina ou ácido úrico.   

Quando os cálculos renais estão maiores, se aproximando de 10mm, podem necessitar tratamento, já que podem migrar para o ureter, causando obstrução, cólica renal e dilatação das vias urinárias. Em casos mais graves, o indivíduo pode ter infecções do trato urinário.

Existem tipos diferentes de tratamento para cuidar dessa condição, sendo escolhido de acordo com a localização e solidificação da pedra: 

  • Tratamento clínico

O cálculo de ácido úrico pode ser tratado através de medicamentos via oral para dissolução química da pedra. Os cálculos menores do que 6mm podem ser expelidos sem o uso de remédios, entretanto, o paciente pode sentir cólica durante o processo de eliminação.

  • Tratamento intervencionista. 

Para cálculos renais pode ser indicados litotripsia extracorpórea por ondas de choque (LECO), nefrolitotripsia percutânea por uma punção (pequeno furo na região lombar) ou nefrolitotripsia transureteroscópica (retirada do cálculo pelo ureter sem cortes). 

Para saber mais sobre esse assunto, converse com um especialista ou entre em contato. 

Categorias

Dr. Fernando Almeida Rim Tratamento Interno

Postado por