Notícias

01/nov

Perda involuntária de urina: Fístula vesico-vaginal.

A fístula vesico-vaginal consiste na comunicação não anatômica entre a bexiga e a vagina, fazendo com que as pacientes sofram de perda involuntária de urina.

A fístula costuma ocorrer em decorrência de cirurgias realizadas previamente na região pélvica, entre os casos mais frequentes estão pacientes que se submeteram à histerectomia (cirurgia para retirada do útero). Outras causas para a fístula vesico-vaginal podem ser também radioterapia, infecções e tumores no colo do útero.

Os principais sintomas além da perda constante de urina são: Inúmeras infecções urinárias e período pós-operatório conturbado com dores intensas e demora a voltar às funções intestinais.

O diagnóstico da fístula vesico-vaginal costuma ser feito rapidamente, com um simples inspeção na vagina o médico é capaz de identificar o orifício que está causando o vazamento, porém em casos em que este orifício é muito pequeno, imperceptível a olho nu é necessário a realização de exames de imagem, como: Cistoscopia, Urografia excretora, Uretrocistografia miccional que auxiliarão não somente no diagnóstico, como também qual o meio terapêutico mais recomendado a cada caso.

O tratamento para a desconformidade é realizado cirurgicamente, visando o fechamento da comunicação anômala entre a bexiga e a vagina. A cirurgia pode ser feita através da vagina ou do abdômen, na maioria dos casos o cirurgião opta por realizar a operação via vaginal, pois além de proporcionar à paciente período de recuperação mais curto, evita a reabordagem do abdômen, haja vista que na maioria dos casos a fístula ocorreu após cirurgia abdominal.

Categorias

Câncer Urológico Clínica Urológica Dr. Fernando Almeida Fístula vesico-vaginal Tratamentos Urologia

Postado por