Notícias

26/fev

Marca-passo para bexiga hiperativa

A síndrome da bexiga hiperativa é uma condição mais frequente em pessoas com idade avançada, podendo ter causa congênita ou adquirida. Ela se caracteriza por sintomas de urgência miccional, geralmente associada à polaciúria, ou seja, necessidade de urinar com maior frequência durante o dia e também à noite (noctúria), o que pode prejudicar a qualidade de vida e causar constrangimentos e problemas sociais ao paciente.

Ao contrário de um aparelho urinário saudável, onde a bexiga vai enchendo mas a vontade de ir ao banheiro permanece controlável pois a pressão interna do órgão permanece regular e não há contrações, os portadores do distúrbio apresentam contrações involuntárias durante o enchimento, aumentando a pressão interna e gerando um desejo súbito e sensação de que o líquido vai escapar a qualquer momento.

Quando os tratamentos não invasivos como remédios por via oral, terapia comportamental e exercícios voltados ao fortalecimento do esfíncter uretral falham no tratamento da bexiga hiperativa, ou ainda, quando o paciente não responde a esses tratamentos ou desenvolve efeitos adversos, a neuromodulação sacral pode ser uma alternativa eficaz.

Esse mecanismo, ao ser implantado através de uma pequena incisão na região lombar, funciona como um marca-passo, emitindo correntes elétricas nas raízes nervosas ligadas à bexiga, inibindo as contrações e devolvendo assim a capacidade de controlar a urina aos pacientes e melhorando a qualidade de vida.

Para saber mais sobre o procedimento, bem como suas restrições e demais recomendações, converse com o seu médico ou entre em contato.

Categorias

Sem categoria

Postado por