Notícias

11/jun

Cirurgia de Sling: efeitos colaterais e complicações

Sling é um procedimento cirúrgico recomendado para as mulheres que sofrem de incontinência urinária por esforço, condições que afetam de maneira significativa o bem-estar e a qualidade de vida delas. Essa intervenção consiste em alocar uma tipoia em volta da uretra da paciente para melhorar seu funcionamento, recolocando a estrutura em sua posição normal e impossibilitando a retenção da urina.

A cirurgia de sling pode ser realizada utilizando como tipoia tecido retirado da própria paciente, o que implica em uma incisão (corte) na para coleta de material. Para evitar essa coleta de material, pode-se utilizar uma malha de material sintético (sling sintético) de polipropileno, esse técnica é a mais estudada e com maior número de publicações em todo o mundo e permite realizar cirurgia com pequenas incisões. O tratamento é considerado minimamente invasivo e apresenta melhora ou cura na maioria das pacientes. Entretanto, o procedimento não é isento de complicações, que ocorrem em aproximadamente 5% dos casos.

Os principais problemas estão relacionados como extrusão do sling para a vagina, dificuldade para urinar, dor no local da malha, dor para relação sexual, infecções urinárias, entre outras.
No caso de problemas após a cirurgia, pode ser necessário a remoção da malha.

Para mais informações sobre o assunto, converse com o seu médico ou entre em contato com o Dr. Fernando Almeida.

Categorias

Sem categoria

Postado por