19 abr 2018

A relação entre a obesidade e o crescimento da próstata

Por Dr Fernando Almeida

A obesidade e o aumento dos níveis de leptina sérica, segundo o estudo realizado pela Yonsei University Wonju College of Medicine, na Coréia do Sul, estão associados com o aumento na massa da próstata.

Os pacientes que tiveram os maiores níveis de leptina no organismo estavam relacionados com um aumento de 3,5 vezes na ameaça de obter um volume prostático elevado.

A elevação dos níveis de insulina é considerada por esse estudo um dos fatores que estimulam o crescimento tumoral da glândula, pois essa substância exerce influência na produção dos hormônios sexuais. Ou seja, as alterações nas relações entre andrógenos e estrógenos podem aumentar o tecido prostático e a proliferação celular, resultando no crescimento benigno da próstata.

Além do fator hormonal, a hiperplasia prostática benigna (HPB) está também associada com a inflamação crônica e o stress oxidativo, já que a hipertrofia dos adipócitos está relacionada com o índice de massa corporal, aumentando assim a produção de citoquinas e levando a um maior recrutamento de leucócitos, tornando propício o crescimento benigno da próstata.

O estudo constatou, portanto, que o controle da obesidade faz parte dos fatores que auxiliam na prevenção da HPB. Além disso, revelou que praticantes de exercícios moderados possuem uma redução de 25% na chance de obter essa condição.

Ainda possui alguma dúvida sobre a relação do crescimento benigno da próstata com a obesidade? Entre em contato.

Leia Também

Entenda o cálculo renal
Entenda o cálculo renal

Comentários