26 fev 2019

Prótese peniana: indicações

Por Dr Fernando Almeida

A prótese peniana, ou cirurgia de implante peniano, trata-se de um método de tratamento para disfunção erétil, sobretudo para casos em que outras formas de terapias mais conservadoras não surtiram efeito.

 

Nele, o equipamento implantado é introduzido no interior do pênis, dentro dos canais cavernosos (corpos cavernosos), para produzir uma rigidez peniana adequada para permitir uma relação sexual satisfatória.

 

O implante pode ser de caráter inflável, onde o mesmo assemelha-se com um pênis comum, permanecendo flácido durante o repouso e ereto no momento em que o homem deseja manter relação sexual. Já o implante semirrígido mantém rigidez peniana continuamente, e pode ser dobrável para urinar.

 

O procedimento, que é irreversível, possui indicação para os seguintes casos quando medidas conservadoras falham:

  • Doença de Peyronie
  • Diabetes Mellitus
  • Neuropatias
  • Doenças vasculares (que comprometem o fluxo sanguíneo no pênis)
  • Cirurgias na pélvis ou períneo (prostatectomia)
  • Uso persistente de remédios com efeitos prejudiciais para a ereção
  • Casos de disfunção erétil com contraindicação aos fármacos utilizados no tratamento ou sem resposta à medicação

 

Há também casos em que pacientes apresentam disfunção erétil proveniente de fatores psicogênicos. No entanto, se o acompanhamento psicólogo não apresentar resposta, em casos bastante selecionados o implante de prótese pode ser indicado. Com isso, é essencial consultar-se com um urologista para saber mais sobre esta opção terapêutica.

Leia Também

O que é Hiperplasia Prostática Benigna?
O que é Hiperplasia Prostática Benigna?
Infecção urinária: sintomas e tratamentos
Infecção urinária: sintomas e tratamentos

Comentários