Notícias

23/abr

Bexiga baixa: sintomas e tratamentos

A cistocele – conhecida popularmente como bexiga baixa – é uma condição que consiste na perda da sustentação fisiológica que mantém a bexiga fixa em seu lugar. Quando isso acontece, ocorre o deslocamento da estrutura, que pode até mesmo sair pelo canal vaginal. 

Muitas vezes essa situação vem acompanhada de incontinência urinária que aumenta o prejuízo na qualidade de vida.

Essa alteração costuma acometer, em sua maioria, mulheres com mais de 40 anos que já tiveram filhos, mas pode se manifestar também em pacientes mais jovens. Geralmente, as causas mais comuns estão associadas à gravidez, problemas durante o parto, idade e menopausa.

A bexiga baixa é classificada de acordo com o seu grau de gravidade, que pode variar de 1 a 4. Nos dois primeiros casos, é possível detectar a distopia genital em exames ginecológicos, mesmo com a ausência de sinais. Nos dois últimos, a estrutura já se encontra para fora da pelve.

Os sintomas começam a se manifestar apenas quando a cistocele atinge estágios avançados, sendo definidos como uma “bola” na vagina, peso sobre a região vaginal, dores na pelve, incontinência urinária e prisão de ventre. Além disso, o quadro pode prejudicar a vida sexual da paciente, acarretando em dores durante a relação.

Por fim, o tratamento da bexiga caída se divide em dois: quando identificada ainda no início, exercícios perineais são recomendados para fortalecer a musculatura do assoalho pélvico, mas se a condição estiver nos níveis mais graves, a intervenção cirúrgica é aplicada para restaurar a posição anatômica do órgão urinário.

Caso deseje saber mais, converse com um especialista ou entre em contato com o Dr. Fernando Almeida.

Categorias

Bexiga Dr. Fernando Almeida Tratamento Interno

Postado por